Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Brasileiros que assediaram mulher na Copa são denunciados

Publicado em: 20 de junho de 2018 | por: admin

Os torcedores brasileiros que gravaram um vídeo assediando uma mulher durante as comemorações da Copa do Mundo foram denunciados por uma jurista russa e poderão responder criminalmente pelo caso.

Além da denúncia, a jurista Alyona Popova também redigiu uma petição por violência e humilhação pública à honra e à dignidade de outra pessoa. O documento irá ajudar a concentrar a opinião pública sobre o caso.

Popova é ativista e uma das grandes referências na Rússia em defesa dos direitos da mulher. De acordo com ela, a punição para os brasileiros pode variar entre multa e restrições ao viajar ao país.

“Na legislação russa, existem várias opções de multa aplicadas às pessoas que humilharam publicamente a honra e a dignidade.

Assim, os cidadãos estrangeiros no vídeo podem ser responsabilizados por violência da ordem pública, expressando desrespeito claro para a sociedade, acompanhados por linguagem ofensiva em locais públicos, abuso sexual ofensivo para os cidadãos”, escreveu a jurista.

Na gravação, ao menos quatro torcedores brasileiros, vestidos com a camisa da seleção, cercam uma mulher loira não identificada e gritam repetidamente uma frase em alusão ao órgão sexual feminino.

Parcendo não entender o sentido sexista das frases que os brasileiros estão gritando, a moça apenas sorri e tenta repetir as palavras sugeridas pelos torcedores.

O vídeo foi compartilhado nas redes sociais e gerou indignação de internautas, que pediram para que os brasileiros fossem denunciados.

O Ministério de Turismo do Brasil condenou ontem (19) a atitude dos brasileiros.

Quatro dos torcedores que insultaram a mulher já foram identificados. São eles: Diego Valença Jatobá, advogado e ex-secretário de Turismo da cidade de Ipojuca, em Pernambuco; o tenente da Polícia Militar de Santa Catarina Eduardo Nunes; e o engenheiro Luciano Gil.

Suspeito de matar mulher e filhas é preso após denuncia da mãe

Publicado em: 20 de junho de 2018 | por: admin

O homem suspeito de matar a mulher e duas filhas, de oito e quatro anos, em São Vicente, no litoral de São Paulo, foi preso na madrugada desta quarta-feira (20).

Segundo informações, Magno Brandão Ferreira, de 27 anos, foi denunciado pela própria família e preso na casa da mãe, que estava recebendo ameaças por conta do crime do filho.

Os corpos de Thamiris de Souza Santos, de 30 anos, e de Nayara Machado de Souza Santos, de oito anos, e Nicolly de Souza Santos, de quatro anos, foram achados na madrugada de domingo (10). As três foram assassinadas com facadas no tórax e pescoço e tiveram os corpos encontrados em estado de decomposição dentro da casa em que moravam, no bairro Parque Continental.

Magno se tornou o principal suspeito do crime após fugir do local do crime e, segundo a polícia, vizinhos que acompanharam a movimentação da perícia e a retirada dos corpos relataram que, uma semana antes da morte das três, Thamiris e Brandão haviam tido uma forte discussão, possível de ser ouvida da rua.

Segundo familiares das vítimas, ele foi preso na casa da família, em São Vicente, na madrugada desta quarta-feira, dez dias após a polícia localizar os corpos e após ter a prisão temporária decretada. “Isso era o mínimo que podia ter sido feito. Nada trará a minha irmã e sobrinhas de volta, mas queríamos que a justiça fosse feita“, afirma a irmã de Thamiris, Thais Lopes da Silva, de 24 anos.

Crime

O crime aconteceu na terça-feira (5), mas os corpos de Thamiris de Souza Santos, de 30 anos, e de Nayara Machado de Souza Santos, de oito anos, e Nicolly de Souza Santos, de quatro anos, só foram achados na madrugada de domingo. As três foram assassinadas com facadas no tórax e pescoço e tiveram os corpos encontrados em estado de decomposição dentro da casa em que moravam, no bairro Parque Continental.

Durante as investigações, o pai de Brandão foi ouvido pela polícia e confirmou que o filho é usuário de drogas e que, com frequência, fazia o uso de entorpecentes em área próxima à cachoeira do Paratinga, também na cidade.

O pai do suspeito também mostrou em seu celular mensagens enviadas por Brandão. O filho usou o celular da ex-companheira morta. Nelas, Brandão se desculpava com o pai, dizendo que ele “nunca o perdoaria pelo que fez“, além de confessar que lembrava do fato de “acordar com uma faca na mão“. Os relatos foram suficientes para que a Polícia Civil encarasse Brandão como principal suspeito da morte de Thamiris e das filhas.

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada em São Luís

Publicado em: 19 de junho de 2018 | por: admin

O Ministério da Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra gripe até o dia 22 de junho em todo o país. Em São Luís, as vacinas devem continuar sendo disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) em postos de saúde da rede municipal em vários bairros da capital, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar somente em São Luís, mais de 209 mil pessoas do grupo prioritário que corresponde as pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis a cinco anos, trabalhadores da saúde, professores da rede públicas e privada, povos indígenas, presos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas e funcionários do sistema prisional. Até agora, foram vacinadas 73% de pessoas desse grupo.

Imunização

A vacina contra gripe tem eficácia de seis a 12 meses e reduz complicações que podem gerar casos mais graves da doença que podem levar a internação ou até mesmo ao óbito. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam em 2017 no Hemisfério Sul, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) como o A/H3N2 e influenza B.

A transmissão do vírus acontece por meio do contato com vias respiratórias pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. O contágio também pode acontecer por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos ou nariz.

Para evitar a contaminação da doença, o Ministério da Saúde orienta a população a lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca com lenços descartáveis ao tossir ou espirrar, não compartilhar objetos de uso pessoal, além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Com informações do G1MA

Júnior Verde quer criar Programa Estadual de Armazenamento e Descarte de Resíduos de Saúde

Publicado em: 19 de junho de 2018 | por: admin

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) deu início às discussões para a elaboração de um Programa Estadual de Armazenamento e Descarte de Resíduos de Saúde. O parlamentar reuniu profissionais que atuam na segurança do trabalho, saúde e vigilância sanitária, para ouvir as dificuldades e traçar estratégias no I Seminário de Gestão de Resíduos de Saúde. São Luís possui 850 estabelecimentos da área da saúde que, juntos, produzem 15 toneladas de resíduos por dia. Do total de instituições, 20% não realizam o gerenciamento nem o descarte adequados.

“O encontro foi de extrema relevância, porque foi a primeira vez que ocorreu um seminário para discutir uma problemática tão séria”, afirmou o professor Lúcio Macedo, doutor em Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O Seminário, realizado na Fiema, foi uma inciativa do deputado Júnior Verde (PRB), membro da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Maranhão. Os encaminhamentos propostos no encontro embasarão o Programa Estadual de Armazenamento e Descarte dos Resíduos de Saúde.

“Ouvimos os profissionais de saúde e, a partir daí, criaremos esse programa. Essa é uma das atribuições do parlamentar: fazer leis que permitam trazer benefícios para a população e atender, nesse caso, aos anseios desta categoria”, explicou o deputado, que alertou, ainda, para a preocupação em evitar também casos de infecções hospitalares.

Durante o seminário, foram discutidos temas relacionados às atribuições, tratamento, descarte e soluções. “Enquanto Vigilância Sanitária, temos orientado o descarte adequado dentro da realidade deles. Mas, efetivamente, precisamos de uma ampliação e de novas estratégias, até para que os impactos ambientais sejam os menores possíveis”, pontuou o superintendente de Vigilância Sanitária do Estado, Edmilson Diniz.

O coordenador do Seminário, professor de Direito Ambiental Oiama Cardoso Filho, destacou a importância do evento. “Não existe um plano adequado em todo o Estado. Esse encontro foi extremamente relevante, porque preencherá esse vazio legal que existe na questão dos resíduos de saúde”, finalizou.

Neymar deixa treino mancando após 10 minutos de atividade

Publicado em: 19 de junho de 2018 | por: admin

Preocupação total na seleção brasileira. Neymar deixou o treino desta terça-feira (19) com dores no pé direito. O camisa 10 participou do aquecimento em roda de bobo ao lado dos companheiros, mas abandonou a atividade 10 minutos depois ao levar uma bolada no local.

O treino desta terça é o último aberto à imprensa em Sochi, antes do confronto contra a Costa Rica, pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo.

Neymar, que ficou fora da atividade da segunda-feira (18) para se recuperar das pancadas que recebeu no empate com a Suíça, foi o último a aparecer no gramado e também o primeiro a sair.

Sobre o treino em si, a expectativa fica sobre o técnico Tite, que poderá fazer mudanças no time titular para o jogo da próxima sexta-feira (22) contra os costarriquenhos. O duelo está marcado para às 9h (de Brasília)

A Sérvia lidera o Grupo E, com três pontos, Brasil e Suíça dividem a segunda posição, com um ponto, e a Costa Rica está em último, sem pontos.