Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Avião com 66 a bordo cai no Irã

Publicado em: 18 de fevereiro de 2018 | por: admin

Um avião operado pela Aseman Airlines, com 66 pessoas a bordo, caiu no sudoeste do Irã na manhã deste domingo (18), segundo a mídia iraniana.

A aeronave voava no trecho entre Teerã e a cidade de Yasuj e caiu na região montanhosa de Samirom, a cerca de 480 km da capital iraniana. Não há informações sobre sobreviventes.

Segundo informações da agência EFE, o porta-voz de Emergências iraniano, Moytaba Khaledi, explicou que o aparelho desapareceu do radar cerca de 20 minutos depois de ter decolado do aeroporto de Teerã com destino à cidade de Yasuy. O avião decolou de Teerã às 8h local (1h30, em Brasília).

A companhia aérea chegou a confirmar que os 66 ocupantes do voo (incluindo uma criança) haviam morrido, mas em seguida retirou a informação, declarando que devido às circunstâncias especiais da região e a falta de acesso ao local do acidente, não poderiam confirmar de forma precisa e definitiva a morte de todos os ocupantes do avião.

Segundo a rede britânica BBC, o mau tempo teria impedido que um helicóptero de emergência chegasse ao local. Mas ainda não há informações sobre o que teria causado a queda do avião.

De acordo com as primeiras informações das agências Insa e Fars, atribuídas a Pirhosein Koolovand, chefe do serviço nacional de emergência, todos os serviços de socorro estão em alerta.

G1

“A limitação é sempre a Lei”, diz Júnior Verde sobre a PEC que regula competência do TCE

Publicado em: 17 de fevereiro de 2018 | por: admin

De autoria do deputado estadual Júnior Verde (PRB), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 2/2018 deve ser votada e aprovada na semana que vem na Assembleia Legislativa. A PEC revoga uma instrução normativa do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) que proibia gastos públicos com as festividades em municípios com salários de servidores em atraso.

Além de derrubar a instrução normativa, o texto de iniciativa do parlamentar cria limites para a atuação da Corte de Contas no caso da edição de normas que tenham força de lei. Em entrevista a O Estado, Verde explicou que o objetivo no Legislativo não é tolher a autuação dos conselheiros do TCE, mas estabelecer regras claras.

“Não se pode mudar a regra com o jogo em andamento”, disse ele, ao citar o caso do Carnaval deste ano, quando várias prefeituras já estavam com a programação ajustada, e com fornecedores contratados. Para o deputado, a base da PEC é apenas a lei.

“A limitação é sempre a lei. Ninguém está acima da lei. As instituições não estão. Com o devido respeito ao TCE, a nossa propositura da PEC 02/2018 é para, de fato, definir esses parâmetros legais, levar segurança jurídica, que é fundamental na relação entre o TCE e os municípios”, comentou.

Júnior Verde adiantou que, a partir da aprovação da Proposta, haverá mais segurança jurídica para futuras instruções emitidas pelo Tribunal. “Tem previsão legal? Então a norma que vai ser estabelecida está amplamente amparada. Na forma da lei, nós estamos direcionando essas resoluções, essas normas, para que elas possam levar segurança jurídica e, claro, atender o que eles pretendem que é fazer com que os prefeitos tenham uma melhor gestão. Não estamos indo além do que está prevendo a lei”, destacou.

Ele elogiou a iniciativa e a preocupação do TCE com a boa gestão dos recursos públicos, mas ponderou que, como toda norma legal, as produzidas pelos conselheiros também precisam de tempo para adequação dos atingidos. Ele sugere até a realização de audiências públicas.

“Para se adequar, precisa prazo, precisa que tenham conhecimento da norma. O cumprimento das normas se dará com o gestor conhecendo, sabendo que tem que se adequar, e tendo prazo para isso”, completou.

Pela Instrução do TCE, são consideradas ilegítimas para os fins do artigo 70 da Constituição Federal, quaisquer despesas custeadas com recursos públicos municipais – inclusive aqueles decorrentes de contrapartida em convênio – com eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial (incluindo terceirizados, temporários e comissionados); ou em estado de emergência ou de calamidade pública decretado.

Bancários podem entrar em greve em todo o país na segunda-feira

Publicado em: 17 de fevereiro de 2018 | por: admin

Os bancários de todo país podem entrar em greve na próxima segunda-feira, 19. O movimento da categoria é uma mobilização contra a retirada de direitos trabalhistas e o fim da aposentadoria.

Segundo o site InfoMoney, os bancários bancários aprovaram, em assembleias, a participação na greve contra a retirada de direitos.

Durante os dias 8, 9, 14 e 15 de fevereiro o Sindicato informou ter percorrido centenas de locais de trabalho com o objetivo de realizar assembleias nas quais os bancários definiram posição sobre paralisar as atividades no dia 16.

Segundo o Sindicato, 88% dos votantes disseram sim para a paralisação que atingirá agências em todo o Brasil.

Prefeitura realizou cerca de sete mil atendimentos de saúde durante o Carnaval

Publicado em: 16 de fevereiro de 2018 | por: admin

A Prefeitura de São Luís reforçou a estrutura de pessoal e material da rede de urgência e emergência para garantir o atendimento aos foliões nas unidades de saúde da rede municipal nos cinco dias de Carnaval. Dados divulgados por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) nesta quinta-feira (15), mostram que foram cerca de sete mil atendimentos nas 10 unidades de saúde que funcionaram 24 horas no período carnavalesco. Além destes serviços, a gestão municipal desenvolveu ainda uma ampla campanha de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) em diversos pontos de folia.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, sob a orientação do prefeito Edivaldo foi montada uma equipe que monitorou o sistema de forma permanente para garantir a resolutividade. “Além de estarem abastecidas e com equipes extras de profissionais, as unidades estavam recebendo os pacientes de acordo com a gravidade dos casos. Fizemos todos os esforços para que os atendimentos seguissem a classificação de risco, e assim garantimos também a agilidade necessária. Tivemos uma média de 1.300 pacientes por dia”, explicou o secretário.

Parte importante do trabalho foi realizado pelo Samu, que funcionou com toda a frota de ambulâncias e o apoio das bases descentralizadas, que asseguraram a agilidade no tempo resposta das chamadas telefônicas. Pelo levantamento da Prefeitura, foram feitos 946 atendimentos pelo Samu, sendo que em 267 ligações foi necessário o envio da ambulância para a remoção do paciente, nos outros casos a orientação foi feita via telefone pelas equipes médicas que estavam de plantão na base do Samu.

Na maioria dos atendimentos realizados pela rede municipal de saúde durante o Carnaval, os pacientes passaram por consulta médica e foram submetidos a procedimentos como sutura e hidratação, além de pequenas cirurgias. Casos de maior complexidade foram atendidos nos Socorrões I e II.

DSTs

Com tema “Vamos Combinar? Prevenir é Viver”, a Prefeitura de São Luís, por meio da Semus, desenvolveu ampla campanha com ações voltadas à prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), no período carnavalesco. As atividades foram centradas em pontos estratégicos de grande circulação de pessoas, onde equipes de agentes de saúde prestaram orientações, aconselhamento e distribuíram preservativos e materiais informativos sobre as formas de prevenção às DSTs/AIDS e às Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Durante o Carnaval, os agentes de saúde estiveram também na Passarela do Samba, entregando preservativos, materiais informativos, aconselhamentos sobre a importância da testagem do HIV, Sífilis. Hepatites B e C. As ações foram desenvolvidas pela Coordenação Municipal de DST/AIDS e Hepatites Virais e suas equipes de extensão formada pelos Centros de Testagem e Aconselhamento do Anil e do Lira e, também, pelo Centro de Saúde do Bairro de Fátima.

O êxito da campanha de prevenção às DSTs no Carnaval foi possível graças às oficinas de formação de multiplicadores e roda de diálogos sobre profilaxia pós-exposição ao HIV, destinada a profissionais do Serviço de Atendimento Móvel (Samu), da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha, lideranças comunitárias e populares, lideranças de movimentos jovens e estudantes. A capacitação foi feita pela Semus.

 

Projeto concede gratuidade na concessão de CNH para pessoas de baixa renda desempregadas

Publicado em: 16 de fevereiro de 2018 | por: admin

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 8837/17, do deputado Carlos Souza (PSDB-AM), que cria a Carteira Nacional de Habilitação Social, para beneficiar com a gratuidade da habilitação pessoas de baixa renda que estiverem desempregadas há mais de um ano.

A gratuidade abrange todo o processo de aquisição da CNH, incluindo os custos com autoescolas e demais encargos. O benefício, no entanto, mantém a obrigatoriedade de realização de todos os exames necessários e indispensáveis para a habilitação na categoria pretendida, que serão realizados por entidades públicas ou entidades credenciadas.

Pelo texto, a comprovação de baixa renda se dará com a inscrição do interessado no Cadastro Único do Governo (CadÚnico).

O projeto prevê ainda que o governo federal poderá firmar convênios com estados, municípios e entidades públicas credenciadas para implementar a CNH Social.

“O objetivo é facilitar a inserção de pessoas no mercado de trabalho, uma vez que a CNH constitui uma oportunidade a mais de conseguir trabalho, de exercer uma atividade econômica”, disse.

O projeto será analisado conclusivamente pelas comissões de Viação e Transportes; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Com informações da Agência Câmara