Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Maranhão registra maior votação proporcional a Dilma no país

Publicado em: 27 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

 

dilma-reeleita

Do G1 MA

Em uma das eleições mais acirradas do país, o Maranhão foi o estado que mais contribuiu proporcionalmente para a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Com 99,95% das urnas apuradas, 78,76% dos votos válidos foram dados para a representante do Partido dos Trabalhadores (PT).

O desempenho petista foi bem parecido ao registrado na primeira eleição de Rousseff, em 2010, quando a petista obteve 79,09% dos votos válidos no estado, contra 20,91% de José Serra, então representante do PSDB.

Dentre os municípios maranhenses, a maior votação proporcional alcançada pela candidata aconteceu em Belágua, localizado na região leste do estado. Com 7.191 habitantes, de acordo com estimativas do IBGE, 93,93% dos votos válidos (3.558 votos) foram dados a Dilma Roussef. Aécio Neves (PSDB) obteve apenas 6,07% (230 votos). A abstenção na cidade ficou em 23,79%.

Na capital, São Luís, maior colégio eleitoral do estado, 70,41% (362.073) dos votos válidos foram obtidos pela representante do PT, enquanto que o Neves ficou com 29,59% (152.197). A abstenção em São Luís ficou em 12,76%; os votos em branco 1,06% e os nulos, 2,68%.

Em último debate, Dilma e Aécio trocam farpas sobre corrupção e respondem perguntas de indecisos

Publicado em: 25 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

 Os dois candidatos à presidência do Brasil, que se enfrentam no segundo turno neste domingo (26), protagonizaram o último debate da corrida eleitoral, promovido pela Rede Globo nesta  sexta-feira (25). Durante cerca de duas horas, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) discutiram sobre corrupção, inflação, desemprego e a situação atual do Brasil. Diferentemente dos  debates anteriores, este contou com a participação de eleitores indecisos que fizeram perguntas aos candidatos. Apesar da troca de farpas, o debate foi mais propositivo e menos acusatório  do que haviam sido os anteriores durante a campanha do segundo turno.

O tucano abriu o debate com  pergunta a Dilma a respeito das denúncias da veja: “A senhora sabia?. Na reposta, Dilma afirmou que a Veja faz oposição sistemática a ela e ao PT e fez  “calúnia e difamação” com a reportagem publicada esta semana. “E o senhor endossa na sua pergunta (…) A revista “Veja” não apresenta uma prova”, disse a petista, que afirmou que a  publicação tentar dar um “golpe eleitoral”.

Na réplica, Aécio disse que Dilma deveria se explicar, e não desqualificar a revista. “Não acredito que a acusação a revista seja a melhor resposta. A delação premiada só traz ao réu benefício se tiver prova”.

No decorrer do bloco, Dilma mirou a gestão FHC, que, segundo ela, “deixou nas costas do povo as crises ocorridas nos oito anos de mandato, com arrocho salarial e desemprego”. Em resposta, Aécio disse que, desde o Plano Real (1994), Dilma será a primeira presidente que terminará o mandato com a inflação maior do que recebeu.

“Eu acho que o senhor esta mal informado, porque quem deixou o país com uma inflação maior do que recebeu foi o governo do tucano, do Fernando Henrique”, respondeu a petista.

Candidatos falam a indecisos

 

 

 

 

 

 

 

No segundo bloco, Dilma e Aécio responderam perguntas de eleitores que se declararam indecisos. Eles foram selecionados pelo Ibope, a pedido da Globo, e acompanharam o debate no estúdio. Os temas abordados por eles foram a alta dos aluguéis, educação, corrupção e previdência.

O principal confronto ocorreu quando uma eleitora de Vespasiano (Minas Gerais) questionou os candidatos sobre o combate a corrupção. A petista afirmou que a “lei é branda”, listou medidas que ela propõe para endurecer punição a corruptos e disse que, em seu governo, a “Polícia Federal investiga”.

Aécio retrucou, dizendo que a maior medida contra corrupção dele é “tirar o PT do governo”. Na resposta ao adversário, Dilma disse que Aécio representa um governo [Fernando Henrique Cardoso] cuja “prática era engavetar todas as investigações.”

Os dois candidatos também trocaram farpas quando uma eleitora de Curitiba perguntou sobre os planos dos concorrentes para a questão previdenciária. Aécio prometeu acabar com o fator previdenciário, medida que achata e posterga as aposentadorias. Dilma retrucou, dizendo que o fator foi criado na gestão FHC. Na resposta, o tucano disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vetou o fim do fator previdenciário.

Falta de água e mensalão

A falta de água em São Paulo e a corrupção foram os temas que dominaram o terceiro bloco. Dilma questionou Aécio sobre a falta de água em São Paulo. “Quem não planeja, candidato, não consegue enfrentar os desafios que ocorreram, principalmente em um governo.”

Aécio repassou a responsabilidade para o governo federal. “Certamente que houve [falta de planejamento], candidata, e segundo o TCU (Tribunal de Contas da União), do seu governo. Não é apenas em São Paulo, nós estamos tendo em toda região Sudeste a ausência de água e a senhora sabe muito bem, nós tivemos a maior crise hídrica dos últimos 80 anos. Falta de chuva. O governo de SP, diferente do governo federal, buscou fazer o que estava a suas mãos.”

Dilma respondeu que a responsabilidade sobre a água é do Estado. “Nós somos parceiros do projeto do São Lourenço, que é o único que o governo do Estado apresentou. Nós demos o dinheiro para fazer o projeto. E estamos financiando R$ 1,8 bilhão”. Em um momento de descontração, a presidente citou o humorista José Simão. “Eu vou concordar com o humorista José Simão. Vocês estão levando o Estado para ter um programa ‘Meu Banho Minha Vida’, é isso que vocês conseguiram”, disse.

O escândalo do mensalão foi lembrado por Aécio, que perguntou a Dilma se o ex-chefe da Casa Civil do primeiro governo de Lula (2003-2006), José Dirceu, foi punido adequedamente ou “é também um heroi nacional?”.

Na sua resposta, Dilma lembrou do mensalão do PSDB, ocorrido em 1998 em Minas Gerais, até hoje não foi julgado. “O senhor Eduardo Azeredo (ex-deputado e ex-governador mineiro pelo PSDB) pediu renúncia do seu cargo para o processo voltar para a primeira instância. Há uma diferença expressiva. Houve o julgamento do mensalão ligado ao meu partido. Ah, é necessário dizer que eles estão e foram condenados e foram para a cadeia. No entanto, o mensalão do seu partido, não teve nem condenados, nem punidos.”

Segurança pública

A segurança pública foi o tema predominante no quarto e último bloco do debate. Um eleitor indeciso perguntou a Dilma sobre o tráfico de drogas e perguntou qual a proposta para que ela melhorasse essa realidade.

Dilma afirmou que foram aplicados mais de R$ 17 bilhões no combate às drogas, ao crime organizado e ao tráfico de armas. Ela citou os centros de Comando e Controle criados na Copa do Mundo e disse que a experiência pode ser replicada em um eventual segundo governo. Aécio rebateu e afirmou que a adversária não executa os fundos aprovados pelo Congresso Nacional para a área.

Considerações finais de Aécio

Eu chego ao final dessa campanha de pé. Honrado pelas manifestações de carinho. Sou o candidato da mudança, essa que você e sua família querem ver no país, de valores, na eficiência do Estado. Estou extremamente honrado de ter visto uma confiança nova surgindo no país. Há 30 anos eu fiz essa mesma caminhada com meu avô Tancredo. Se eu merecer a sua confiança, esteja certo que subirei a rampa do Palácio do Planalto com a mesma força que ele. Eu falei a verdade e jamais perdi a minha fé.

Considerações finais de Dilma

O Brasil que nós estamos construindo é o da esperança, da solidariedade, das oportunidades, que valoriza o trabalho empreendedor, que quer crescer, que quer melhorar de vida e faz isso com muita auto-estima. É um país que cresce com um olhar especial para as mulheres, negros e jovens, é o Brasil da educação, da inovação e da ciência. É um Brasil que quer que todos cresçam com ele. Nós que lutamos tanto não vamos deixar que ninguém tire de você o que você conquistou. Não vamos permitir que isso volte atrás. Vamos garantir que haja um futuro de esperança.

Prefeitura garante frota de ônibus completa para as eleições

Publicado em: 24 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

Por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes(SMTT), os ônibus de São Luís, estarão circulando com frota total neste domingo de votação. O objetivo é garantir que o eleitor saia de casa e retorne com traquilidade. Uma nota esclarecedora foi divulgada pela Prefeitura de São Luís.

NOTA

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), comunica que neste domingo (26) a frota de ônibus circulará em sua totalidade, das 8h às 18h. A medida tem a finalidade de garantir o acesso dos eleitores aos locais de votação, em função da realização do segundo turno das eleições de 2014. A SMTT acrescenta que a decisão foi tomada em comum acordo com todas as empresas e consórcios que operam no sistema integrado de transporte coletivo de São Luís e comunicada ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Alunos de escolas da rede municipal caminham pela paz no município de Raposa

Publicado em: 24 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

IMG_0994

Alunos de escolas da Rede Municipal de Ensino participaram na manhã desta sexta-feira (24), de uma Caminhada pela Paz. A iniciativa da caminhada, é do diretor e professor Valdinaldo Marques.

Durante o percurso, os alunos uniformizados, representavam suas escolas segurando faixas indicando o nome da instituição de ensino e também cartazes pedindo paz. Os alunos percorreram a avenida principal no sentido Centro até a Praça Chico Noca. A concentração foi em frente a quadra do SESC no bairro Inhaúma.

Além dos estudantes, também participaram da caminhada os professores, coordenadores, servidores e populares em geral.

De acordo com Valdinaldo Marques, diretor da Unidade Escolar Marconi Caldas, o evento teve como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de uma convivência pacífica. “Nós como educadores temos a responsabilidade de realizar movimentos nesse sentido, torna-se mais do que necessário realizarmos ações em busca da paz na nossa cidade”, disse Valdinaldo. 

IMG_0995

IMG_0996

 

Lene Rodrigues será a chefe de gabinete do Governador Flávio Dino

Publicado em: 24 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

No início da tarde desta sexta (24), o governador eleito Flávio Dino informou por meio das redes sociais também o nome de sua Chefe de Gabinete, que será a professora Joslene da Silva Rodrigues (Lene).

Professora da Rede Estadual de Ensino, Joslene participou da coordenação da campanha de Flávio Dino nos anos de 2006, 2008, 2010 e 2014. Conhecida como Lene, ela faz parte do Diretório Estadual do PCdoB – MA.

Lene é formada em Química pela Universidade Federal do Maranhão e é professora efetiva da Rede Estadual de Ensino do Maranhão.