Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Dilma e Aécio deixam tom agressivo de lado em debate da TV Record

Publicado em: 20 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

Penúltimo encontro antes das eleições surpreendeu pela ausência de ataques entre presidenciáveis.

O debate de ontem entre Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), na TV Record, foi menos agressivo que os dois anteriores, promovidos por Bandeirantes e SBT, na semana passada. Sobretudo no começo, houve alguns momentos em que os candidatos discutiram propostas e ideias para a próxima gestão. Apesar do clima ligeiramente menos belicista, predominaram as críticas as ações do governo do partido adversário.

Surpreendente para quem acompanhou a guerra dos primeiros debates,o encontro de ontem começou com discussão sobre a tributação de micro e pequenas empresas, abordada por Dilma Rousseff (PT). A questão foi tão surpreendente que mereceu cumprimento de Aécio Neves (PSDB). “Agradeço a qualidade da sua primeira pergunta”.

O clima amistoso começou a ficar para trás quando o tucano inseriu o tema segurança e questionou onde o Governo Federal fracassou no enfrentamento da criminalidade e das drogas. Destacou também as baixas perspectivas para o crescimento econômico.

Dilma disse não saber por que o candidato é “tão pessimista” tanto em relação ao PIB quanto sobre a violência. Ela voltou a citar número do Mapa da Violência que mostrariam aumento da violência em Minas Gerais no período de gestões tucanas, enquanto índice teria caído na região Sudeste. Aécio rebateu e disse que, em seu governo, a violência caiu tanto na Capital quanto no conjunto de Minas.

Na pergunta seguinte, Dilma perguntou sobre proposta de flexibilização da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada quando Aécio era presidente da Câmara dos Deputados, que retiraria direitos da lei e os submeteria a negociação entre patrões e empregados.

Aécio lembrou ter sido deputado constituinte e disse que “participou da elaboração de todo o capítulo que diz respeito ao direito dos trabalhadores”. Ele negou qualquer perspectiva de ir contra os trabalhadores e enfatizou propostas para o caso de ser eleito, como ganho real para o salário mínimo até 2019.

Aécio abordou o tema inflação e Dilma destacou seu receio com os métodos que o adversário adotaria para reduzir a inflação. “Vocês sempre gostaram de plantar inflação para colher juros”.

 Corrupção

O tema corrupção esquentou definitivamente o debate. Aécio perguntou se o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, deixará suas funções após ser citado por envolvidos em desvios na Petrobras. Dilma rebateu e perguntou se o adversário confia nas pessoas do PSDB que também foram acusadas. Ela citou a delação do caso do cartel do Metrô e dos trens de São Paulo, e na época, Aécio teria dito que não dá pra acreditar em delator.

O tucano ressaltou que não foi Dilma quem mandou investigar. “Triste de um país onde o presidente é quem determina quem seja investigado. Pode funcionar em ditaduras amigas de seu governo”.

A postura serena dos candidatos se manteve no quarto bloco, destinado às considerações finais. Aécio e Dilma agora se encontrarão no debate da TV Globo, no dia 24.

Horário de verão altera funcionamento de serviços no Maranhão

Publicado em: 19 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

Já está em vigência o novo Horário Brasileiro de Verão, iniciado neste domingo (19). O Maranhão não está entre os estados que aderiram à mudança nos relógios, mas alguns serviços serão afetados, como o funcionamento de bancos que abrirão às 9h e terão suas atividades encerradas às 15h. O transporte aéreo também terão alterações e funcionará de acordo com o horário de Brasília, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). A partir de domingo, os voos serão adiantados em uma hora.

As emissoras de TV e rádio que são filiadas a redes nacionais também têm as grades de programação modificadas.

 

Comércio estará fechado nesta segunda-feira

Publicado em: 19 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

Devido o feriado desta segunda-feira (20), dedicado aos Comerciários, a capital maranhense terá todas as lojas de ruas e as dos shoppings fechadas para assegurar o direito dos trabalhadores de ter seu dia de lazer e descanso.

O expediente volta normalmente somente na terça-feira (21), segundo informação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

A decisão atende à Convenção Coletiva de Trabalho, assinada entre empregados e empregadores do setor comercial. Os supermercados também não funcionarão.

 

 

Todas as praias de São Luís estão próprias para banho, aponta laudo

Publicado em: 18 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

G1 MA

Todas as praias de São Luís da Ponta d’Areia até o Araçagi estão próprias para o banho. É o que aponta um novo laudo sobre as condições de balneabilidade das águas do mar da capital maranhense.
Mas as placas na Avenida Litorânea que indicam as condições de balneabilidade das praias nem sempre acompanham os laudos com o monitoramento das condições da água. Na Praia de São Marcos, por exemplo, a informação é de que está própria para banho, mas a placa de ‘interditada’ ainda não foi retirada, o que deixa o banhista confuso.

O consultor ambiental Márcio Vaz explica que a metodologia de análise da água é segura. “A avaliação é feita segundo normais nacionais e internacionais. São feitas leituras semanais, a cada domingo na maré baixa e, a cada cinco leituras, se pelo menos quatro estiverem condições próprias a praia é considerada própria”, afirmou.

A foz de cada rio que desagua no mar de São Luís aparece em baloezinhos amarelos no portal da Secretaria de Meio Ambiente do Estado. Isso significa que está interditada. No Rio Calhau, a placa interdita a área, mas não delimita o espaço exato que está sem condições de banho. “Em uma cidade que ainda tem uma baixa taxa de saneamento básico, eles são os principais condutores de poluição. Quando chegam ao mar, você tem uma dispersão dessa poluição do rio”, explicou Márcio Vaz.

A praia do Olho d’água, apesar de estar própria para banho pelas informações do governo, tem um esgoto estourado jorrando sem parar. A água suja se mistura à areia da praia e segue caminho até o mar.

Dilma admite que houve desvio de dinheiro da Petrobras

Publicado em: 18 de outubro de 2014 | por: ellen nascimento

 

IMG_1413666195

A presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff, admitiu neste sábado (18) que houve, de fato, desvio de recursos públicos da Petrobras. A petista disse que tomará todas as medidas para ressacir o País.

“Agora ninguém sabe hoje ainda o que deve ser ressarcido. A chamada delação premiada, onde tem todos os dados mais importantes, não foi entregue a nós. Eu até pedi, como vocês sabem. Pedi tanto para o Ministério Público quanto para o ministro do Supremo [Tribunal Federal]. Ambos disseram que ainda estava sob sigilo. Agora ressarcir, eu farei todo o meu possível para ressarcir o país. Se houve desvio de dinheiro publico, nós queremos ele de volta. Se houve [desvio], não. Houve, viu”, declarou a presidente.

Delação premiada

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, em delação premiada, relatou à Polícia Federal os nomes dos envolvidos com propina na estatal e como funcionava o esquema. A operação “Lava Jato” investiga um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que pode ter movimentado cerca de R$ 10 bilhões. Conforme a PF, a organização criminosa era liderada pelo doleiro Alberto Youssef.