Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

José Laci tenta intimidar desembargador e “enrolar” o TRE com avalanche de agravos para manter a filha na prefeitura de Raposa

Publicado em: 23 de abril de 2015 | por: ellen nascimento

images

O ex-prefeito da Raposa, José Laci de Oliveira, que “governa” como uma marionete a atual prefeita do município, sua filha Talita “Tapetão” Laci, está pensando que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é como na Raposa, onde suas mentiras e “articulações alcoólicas” ainda enganam alguns eleitores menos informados. Cheio de dívidas e completamente desesperado, o ex-prefeito ficha suja e Raposa Velha, usa alguns blogs para tentar manipular os experientes, honestos e honrados desembargadores da Corte Eleitoral Maranhense.

Laci, orientado ou desorientado pelos advogados da prefeita “TAPETÃO” da Raposa, tem como alvo o vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), desembargador Lourival de Jesus Serejo Sousa, que foi denunciado na Polícia Federal, por ele o pai da atual prefeita da Raposa .

A denúncia, que mais parece uma brincadeira de criança, diz que“cópias de um áudio indica uma conversa para tentar reverter a decisão do TRE”, para retornar o prefeito eleito Clodomir de Oliveira dos Santos, que está afastado do cargo desde fevereiro deste ano.

José Laci, que tem tomado muitas garrafas de whisky da marca Teacher`s, para tentar acalmar os nervos, já que sabe que o mandato de sua filha será derrubado em Brasília, no Tribunal Superior Eleitoral, quer intimidar o desembargador, plantando suas mentiras arquitetadas em mesas de bar.

É DESESPERO, É DESESPERO!

O desespero é tanto, que além de tentar intimidar um desembargador, Laci tenta prolongar a estadia da filha na cadeira da prefeitura, através das jogadas dos advogados que estão protocolando agravos e mais agravos sem peso jurídico algum, descaradamente, para adiar o retorno do ex-prefeito Clodomir Oliveira dos Santos (PRTB).

Os próprios desembargadores, durante reunião com uma comissão de eleitores da Raposa, admitiram que os agravos protocolados por Talita Laci são meramente protelatórios, ou seja: têm a nítida intenção de retardar o retorno do prefeito de direito, Clodomir dos Santos, ao cargo para o qual foi eleito pela maioria do povo raposense.

Dois agravos já foram arrolados ao processo, um pela Coligação A Esperança Voltou e um outro pelo vice de Talita Laci, os dois agravos buscam o mesmo objeto de um primeiro agravo protocolado por Talita, que já foi julgado improcedente pelo próprio TRE. Resumindo, está mais que evidente que os agravos tendem apenas a retardar a queda de Talita Laci e o retorno do por enquanto ex-prefeito Clodomir.

Será que os experientes desembargadores do TRE do Maranhão se deixarão desmoralizar, pelas mentiras e jogadas de José Laci e seus advogados?

Operação faz fiscalização em estacionamentos de São Luís

Publicado em: 23 de abril de 2015 | por: ellen nascimento

Do G1 MA

imgBinary

Uma operação da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) e do Procon-MA, realizada nesta quinta-feira (23), em estacionamentos públicos de São Luís, resultou na aplicação de multa no estacionamento do Aeroporto Marechal Cunha Machado e suspensão temporária de serviços de estacionamento no Hospital São Domingos.

Os dois estacionamentos foram os primeiros visitados pelas equipes do órgão municipal e estadual. O estacionamento do aeroporto foi o primeiro a ser fiscalizado. Depois de verificar a documentação, o local foi multado por desvio de recolhimento de impostos. O valor da multa deverá ser calculado pelo número de veículos que no momento da operação estavam no estacionamento do aeroporto.

No estacionamento do Hospital São Domingos, a Semfaz e Procon decidiram suspender temporariamente, pelo prazo de 72h, a cobrança pelo serviço, pela falta de emissão de nota fiscal ao consumidor. Análise realizada pela Semfaz de documentação da empresa Conteúdo, que explora o serviço dos usuários do São Domingos, constatou que a cobrança de impostos se dá por atividade diferente do tipo estacionamento.

De acordo com o diretor do Procon, Duarte Júnior, a suspensão dos serviços obedeceu à Lei 8.078/97, inciso X, conforme Decreto Federal 2.181/2010 que protege o consumidor da sonegação de impostos.

Além da suspensão temporária da atividade, o Procon deverá aplicar multa à empresa Conteúdo. “Não existe nenhuma nota emitida por serviço de estacionamento. Todas as notas fiscais emitidas são referentes a limpeza e outras atividades”, afirmou Rodrigues.

As irregularidades constatadas abrangem desde o alvará de funcionamento à emissão de nota fiscal de serviço. Antes da deflagração da operação, a Semfaz desenvolveu serviços de orientação aos empresários do setor. Segundo o secretário, a maioria dos estabelecimentos não recolhe devidamente o imposto pelo serviço (ISS) cobrado ao consumidor.

Esclarecimentos sobre a decisão do TRE-MA em julgamento dos Embargos

Publicado em: 23 de abril de 2015 | por: ellen nascimento

DSC_0415

A novela para definir quem administra o município de Raposa teve mais um capítulo nesta quarta-feira, 22, quando o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE) rejeitou novamente, os embargos de declaração da coligação “A Esperança Voltou”, apresentados em 02 de março.

Foi iniciado o julgamento de agravo regimental interposto pela mesma coligação em 17/04, contra a decisão da relatora que havia admitido Talita Laci como assistente simples no processo (a própria Talita já havia entrado com o mesmo recurso em 13/04, ao qual foi negado provimento na sessão de 15/04).

Após voto da relatora Alice Rocha, negando provimento ao regimental, o desembargador Clodomir Reis pediu vista do processo.

O julgamento prosseguirá na sessão da próxima quarta-feira, 29 de abril.

A competência para julgar a ação cautelar, será do corregedor Lourival Serejo (pois o presidente do TRE-MA, Guerreiro Júnior, declarou-se suspeito abstendo-se da votação).

Lembrando que o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE) foi no sentido de manter o prefeito Clodomir dos Santos no mandato, até julgamento do Recurso Especial no TSE, visto que entendeu que as provas não configuram o crime eleitoral do qual é acusado.

Até quando??? Julgamento de Clodomir dos Santos adiado outra vez

Publicado em: 22 de abril de 2015 | por: ellen nascimento

 

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE) deveria ter  julgado, na tarde desta quarta-feira (22), os embargos contra a cassação do ex-prefeito de Raposa, Clodomir de Oliveira dos Santos e do vice-prefeito, Messias Lisboa Aguiar.

A coligação “A Esperança Voltou”, do grupo da prefeita “tapetão” Talita Laci, entrou com Agravo Regimental pleiteando para que Talita fosse aceita como assistente litisconsorcial.

Por unanimidade, a Corte Eleitoral decidiu indeferir dois pedidos de mudança na decisão do pleno que cassou o mandato do prefeito.

DSC_0415

Na sessão, votaram três desembargadores: Alice Rocha (relatora), José Eulálio Figueiredo e Clodomir Reis. O presidente, Guerreiro Júnior e os membros Eduardo Moreira e Daniel Leite se declararam impedidos e não participaram do julgamento.

O recurso principal que definiria de uma vez por todas o processo de cassação do prefeito de Raposa – não foi concluído devido o pedido de vistas do desembargador Clodomir Reis, que alegou ter dúvidas se a coligação teria legitimidade para pleitear em nome de Talita Laci.

Por conta dessa demora inexplicável no julgamento dos embargos, os aliados do ex-prefeito resolveram interditar as duas vias da Avenida Vitorino Freire (Areinha). Os moradores e aliados do ex-gestor já fizeram duas manifestações em frente ao TRE (relembre aqui). 

O que mais esperar do Judiciário Maranhense???

Chega a ser repugnante a atitude dos membros do TRE!

DSC_0440

DSC_0435

 

 

 

 

Lomanto, ex-integrante da banda Sambauê, é morto a facadas

Publicado em: 22 de abril de 2015 | por: ellen nascimento

lomanto3

Morreu na noite desta terça-feira (21), em Altamira do Maranhão, o cantor e compositor Lomanto Sousa da Silva, ex-integrante da banda Sambauê.  Segundo familiares, o cantor foi esfaqueado pelo próprio sobrinho, identificado apenas como Ian, após uma discussão em uma festa. Altamira fica a 334 km de São Luís.

Lomanto tinha 38 anos e fez parte da banda Sambauê, um dos grupos musicais mais conhecidos do Maranhão, no qual era vocalista e percursionista. Segundo a família, ele estava passando o feriado na casa do pai e teria ido buscar o sobrinho em uma festa. Irritado, o sobrinho esperou Lomanto dormir para matá-lo com duas facadas no peito. Ele morreu na hora.

O cantor, Pepê Júnior, que também foi vocalista da banda, lamentou a morte do colega de trabalho. “Eu conhecia o Lomanto desde 6 anos de idade, quando eu cheguei à Cohab. A nossa amizade vem de muito tempo e somente no Sambauê foram mais de 15 anos. Ele era dono de uma voz potente. Vou guardar na minha memória as alegrias que esse gordo me deu”.

Segundo a família, o velório está marcado para as 15h desta quarta-feira (22), na Igreja Perpétuo Socorro, no bairro da Cohab, em São Luís. O enterro será nesta quinta-feira (23), no Jardim da Paz.