Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Nomeados 154 excedentes de concurso do Detran-MA

Publicado em: 31 de março de 2015 | por: ellen nascimento

detranma

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) convocará 154 novos servidores aprovados no concurso público realizado pelo órgão há dois anos. As nomeações, beneficiam os candidatos classificados como excedentes no concurso.

A medida atende ao acordo feito neste ano com o Ministério Público do Trabalho, para substituir de forma gradativa a mão de obra terceirizada do Detran-MA. Pelo acordo, até 2017, 1/3 da mão de obra terceirizada será substituída a cada ano por servidores aprovados em concurso público.

“Estamos reconstruindo o serviço público no Maranhão, dentro dos princípios da moralidade e da qualidade que todo cidadão merece receber. Ao nomear 154 servidores concursados para o Detran, reforço nossa prioridade em defesa da vida, com uma política de trânsito séria”, destacou o governador Flávio Dino.

As vagas abertas no Detran-MA são destinadas aos candidatos para os cargos de analista e assistente de trânsito, nível superior, classificados como excedentes no concurso público realizado em 2013. Das 160 vagas oferecidas no concurso, 120 foram destinadas ao cargo de assistente, e as demais para analista. Apesar de todas terem sido preenchidas, não foram suficientes para atender a demanda da instituição, principalmente, no interior do Estado.

“Atualmente, quase todos os funcionários das Ciretrans são terceirizados. Com essa nova convocação, mais da metade do quadro passará a ser composto por servidores aprovados em concurso público. Uma conquista importante para o órgão e para toda a administração pública maranhense”, destaca Antônio Nunes, diretor geral do Detran-MA.

Os novos servidores atuarão no Detran-MA em São Luís e nas 15 Ciretrans existentes no estado. Após a publicação da nomeação no Diário Oficial, a Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep) convocará os novos servidores para que eles apresentem, em até 10 dias úteis, a documentação exigida.

Estudantes protestam contra aumento da tarifa de ônibus em São Luís

Publicado em: 31 de março de 2015 | por: ellen nascimento

 

protesto

Estudantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís, bloquearam a entrada da universidade em protesto contra o aumento de 16% no valor das passagens de ônibus que circulam na capital.

O protesto, que teve início às 7h30 desta terça-feira (31), pede a revogação do aumento e melhorias no sistema de transporte público. Cerca de 30 estudantes participam do movimento, que é acompanhado por viaturas da Polícia Militar.

Esse é o segundo dia de protestos em São Luís após o anúncio do aumento. Além de bloquearem a entrada da UFMA, os estudantes impedem a passagem de veículos na Avenida dos Portugueses, o que está gerando um grande engarrafamento para condutores que tentam seguir em direção ao Centro.

As novas tarifas de ônibus entraram em vigor no domingo (29) . O valor da tarifa cobrada na maioria dos coletivos subirá de R$ 2,40 para R$ 2,80, enquanto as mais baratas passarão de R$ 1,90 para R$ 2,20 e R$ 1,60 para R$ 1,90.

As informações são do G1/MA

Solicitação do seguro-desemprego será realizada pela internet

Publicado em: 30 de março de 2015 | por: ellen nascimento

noticia_116977_340x295

Para tornar mais rápido o atendimento ao pedido e dar maior segurança às informações sobre os trabalhadores, o Ministério do Trabalho e Emprego determinou que as empresas passem a preencher o requerimento do seguro-desemprego de seus empregados pela internet.

A medida começa a valer na próxima quarta-feira (1º), de acordo com resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Os empregadores só poderão preencher o requerimento do seguro-desemprego e a comunicação de dispensa de trabalhadores por meio do aplicativo Empregado Web, disponível no Portal Mais Emprego, do ministério. A entrega dos formulários impressos, utilizados hoje, será aceita até 31 de março.

Segundo o ministério, o sistema dará maior rapidez à entrega do pedido, além de garantir a autenticidade dos dados, e possibilitará o cruzamento de informações sobre os trabalhadores em diversos órgãos, facilitando consultas necessárias para a liberação do seguro-desemprego.

Flávio Dino: Deixar a estrada da exclusão social

Publicado em: 30 de março de 2015 | por: ellen nascimento

Por Flávio Dinoflavio_dino73282

Sem nada para comer, como ter acesso à educação, à cultura, ao trabalho ou à sua autodeterminação? Infelizmente, a negação do “direito a ter direitos” ainda é muito viva em nossa realidade. Lembro que cerca de 25% dos maranhenses ainda vivem na extrema pobreza, o que corresponde a cerca de 1,5 milhão de pessoas. Mas esses não são dados frios, e a reportagem “Estrada da Fome”, exibida na última segunda-feira (23) pela TV Record para todo o Brasil, mostrou que esse retrato cruel é verdadeiro, tem nome e sobrenome, tem rosto e lágrimas.

Esse legado de desumanidade e descaso foi herdado por nós, maranhenses, em decorrência de décadas de governos que deram as costas aos mais necessitados. Como explicar, por exemplo, que o Maranhão seja a 16ª economia do país, estado que possui água em abundância, terras boas e um povo com muita vontade de vencer, mas com as piores condições de vida do país? A explicação somente pode residir na histórica combinação entre utilização pessoal do patrimônio público, corrupção e injustiça social, caminhos pelos quais poucos se apropriaram dos bens de milhões de pessoas. As vozes do coronelismo maranhense, que hoje vivem enorme crise de abstinência com a perda de antigos privilégios e de ganhos ilícitos, calam-se diante da calamidade retratada por 1 hora na última segunda-feira em rede nacional.

Contudo, ao contrário do que eles sempre fizeram, estamos lutando para transformar esse inaceitável retrato. Creio que nenhuma pessoa deve ficar insensível diante desse quadro. Especialmente no que se refere ao papel do governante, deve ser o de buscar soluções urgentes, duradouras e eficazes para dar a essas pessoas o direito de voltar a sonhar.

Foi por este motivo que, logo no primeiro dia de governo, minutos após a nossa posse, instituímos o Plano de Ações Mais IDH. Ele começa pelas 30 cidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano em nosso Estado e vai mostrar progressivamente que, sim, nós podemos mudar o cenário imposto por décadas de desmandos políticos e desrespeito com a população. Por intermédio do Plano Mais IDH, o governo do estado começou a levar mais direitos e mais dignidade a esses milhões de maranhenses outrora invisíveis, cujos futuros foram criminosamente roubados em tenebrosas transações. Agora, o orçamento público é aplicado com o único objetivo de servir a população, com enfoque especial àqueles que mais precisam da ação direta do estado.

Para que se tenha a dimensão deste programa, somente na primeira semana do Mutirão Mais IDH, foram realizados 18 mil atendimentos em 9 municípios. Nesse mutirão, encontramos milhares de pessoas que jamais tiveram acesso a qualquer serviço público, que jamais foram lembrados pelos governantes, a não ser em tempo de eleição. Até o fim do nosso governo, vamos levar a todas as regiões maranhenses provas concretas de que vale a pena lutar e ter esperança em dias melhores.

Apoio à produção, políticas sociais, ampliação de infraestrutura e combate à corrupção são os pilares que sustentam esse novo projeto de desenvolvimento no Maranhão. O destino dos milhões de maranhenses não é estar irrevogavelmente à margem do mundo dos direitos. É para colocá-los na rota do crescimento e dar-lhes condições de se fortalecer, educar e prosperar que conduzimos as ações governamentais, em que hoje há o DNA da indignação transformadora.

*Flávio Dino, governador do Maranhão

Mais um ato de irresponsabilidade da desastrosa gestão de Talita Laci (PCdoB)

Publicado em: 27 de março de 2015 | por: ellen nascimento

IMG_1666IMG_1682

 

Uma grande quantidade de caixas contendo preservativos ainda dentro do prazo de validade foram descartados no lixo. As caixas contendo os preservativos foram encontradas por moradores em um terreno baldio localizado na Avenida Carajás, próximo da Lan House Raíssa.

Olhando com atenção as imagens é possível notar o número de lote, data de fabricação e validade.

A população da área onde o material foi desperdiçado, aguardam ansiosamente para que alguém da Prefeitura de Raposa possa se manifestar e explicar o desperdício do dinheiro público.

Para que não haja qualquer dúvida a respeito do flagrante, confira abaixo o vídeo: