Ellen Nascimento

Blog Jornalístico

Roseana deixou dívida de R$ 1,1 bilhão, diz governo

Publicado em: 9 de janeiro de 2015 | por: ellen nascimento

roseana-sarney-20110103-size-598

O governo Flávio Dino (PCdoB) anunciou nesta sexta-feira que a administração de sua antecessora no Maranhão, Roseana Sarney (PMDB), deixou 1,105 bilhão de reais em dívidas acumuladas, um rombo maior que as previsões iniciais. O valor foi calculado pela equipe de Dino, que já havia previsto corte de despesas. De acordo com o governo do Maranhão, o saldo bancário ao fim da gestão Roseana é de 24 milhões de reais.

Os valores foram apresentados a jornalistas em São Luís (MA) nesta manhã pelos secretários Marcelo Tavares (Casa Civil) e Cynthia Mota (Planejamento). Eles estimaram que as dívidas correspondem a cerca de 10% do Orçamento do Maranhão em 2015. Só os gastos de janeiro devem consumir cerca de 893 milhões de reais.

Pelo Twitter, Dino afirmou que os dados financeiros do Estado “lhe foram negados” durante o período de transição pela equipe de Roseana e Arnaldo Melo – o presidente da Assembleia Legislativa assumiu um mandato-tampão com a renúncia da ex-governadora em dezembro do ano passado.

O governador do PCdoB afirmou que “tomará as medidas cabíveis”. O governo pretende congelar R$ 800 milhões (30%) previstos para custeio da máquina pública.

Precatórios – De acordo com o secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares, parte da dívida deixada pelo governo Roseana se refere ao não pagamento de precatórios, desde 2012, que somam 555 milhões de reais. “O Maranhão tinha o hábito de pagar seus precatórios em dia, o que deixou de acontecer a partir de 2012”, disse o secretário.

Neste mês, a gestão de Flavio Dino terá que arcar com o pagamento da primeira parcela de um empréstimo contraído com o Bank of America no valor de 110 milhões de reais. O primeiro mês do ano também prevê compromissos de 423 milhões de reais deixados como gastos reconhecidos pelo governo de Roseana Sarney, mas ainda não pagos efetivamente.

 

Prefeitura promove nova edição do “Serenata Histórica” nesta sexta-feira (9)

Publicado em: 9 de janeiro de 2015 | por: ellen nascimento
up_ag_2983_serenata_historica_180913_foto_mauricioalexandre_22

Foto: Mauricio Alexandre

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, promove nesta sexta-feira (9) o projeto “Serenata Histórica”, no Centro Histórico. O projeto apresenta aos turistas e aos ludovicenses os pontos turísticos, as histórias, lendas, belezas e particularidades da cidade.

O grupo de músicos, percursionistas, flautistas e trompetistas, acompanhados de seus aparatos, entoará cantigas maranhenses, do cancioneiro popular e poesias. O cortejo sairá da Praça Benedito Leite, no Centro Histórico de São Luís, às 19h. De lá, o passeio segue com paradas na Igreja da Sé, Prefeitura de São Luís, Palácio dos Leões, Rua de Nazaré, Tribunal de Justiça do Maranhão e retorna à Praça Benedito Leite.

Além disso, o passeio é intercalado com informações turísticas. Em frente aos monumentos, são feitas pequenas paradas e um guia de turismo conta a história daquele lugar. Uma nova edição está prevista para o dia 23 de janeiro.

Governo instala Comitê Gestor do Plano de Ações Mais IDH

Publicado em: 9 de janeiro de 2015 | por: ellen nascimento

O comitê será responsável por promover as políticas públicas

O governador do Maranhão, Flávio Dino, instalou na tarde desta quinta-feira (08) o Comitê Gestor do Plano de Ações Mais IDH. A principal meta do Governo do Estado é o combate às desigualdades sociais. O comitê será responsável por promover as políticas públicas articuladas em setores como: combate ao analfabetismo e a precarização das escolas públicas, fornecimento de água, habitação, geração de emprego e renda e produção na agricultura familiar.
As propostas do Plano de Ações Mais IDH serão coordenadas pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP) e chegarão aos 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), que precisam de atenção especial do Governo do Estado para promover mais justiça social e descentralização das riquezas. Com o intuito de dar agilidade a essas metas e integrar as políticas públicas que promovam mais igualdade, o governador Flávio Dino determinou que as ações componentes do “Mais IDH” são prioritárias para a administração.
“Vamos desenvolver o Maranhão e combater a pobreza que atinge grande parte da população. Vamos mostrar que é possível fazer tudo isso com um governo focado em melhorar a vida dos que mais precisam”, afirmou Flávio Dino durante a reunião com os secretários que compõem o comitê.
No primeiro encontro, ficou definido que o grupo articulará – junto a prefeitos, lideranças políticas e sociais de cada município que serão beneficiados com o “Mais IDH” – as prioridades, realizando um levantamento minucioso da situação social e econômica de cada local para diagnosticar as ações necessárias para cada cidade.
O secretário estadual de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, destacou que o Comitê Gestor irá trabalhar em parceria não só com os poderes públicos, mas também com a sociedade civil. “Iremos mobilizar todas as instituições presentes nos municípios para um esforço conjunto para que possamos reverter o IDHM do Maranhão e melhorar a condição de vida da população”, afirmou.
O comitê é composto pelas secretarias de Desenvolvimento Social, Articulação Política e Assuntos Federativos, Saúde, Educação, Agricultura Familiar, Trabalho e Econômica Solidária, Cidades e Desenvolvimento Urbano, Igualdade Racial, além da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc).
Entre as ações previstas está a realização do Seminário Nacional para implantação do Planejamento Regional do Maranhão. O seminário, previsto para acontecer no final de fevereiro, será utilizado como instrumento de atuação do Governo do Estado para elevação da qualidade de vida da população e correção dos desequilíbrios socioeconômicos regionais do estado.
IDHM
As ações do comitê levam em consideração o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), que é formado por três dimensões: Renda, Longevidade e Educação. O índice é calculado, decenalmente, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e a Fundação João Pinheiro (FJP).
Os 30 municípios que apresentaram os piores IDHM foram: Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Belágua, Arame, Cachoeira Grande, Humberto de Campos, Itaipava do Grajaú, Fernando Falcão, Paulino Neves, Primeira Cruz, Buriticupu, Satubinha, Santo Amaro do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, Alto Alegre do Pindaré, Cajari, Amarante do Maranhão, Presidente Juscelino, Santa Filomena do Maranhão, Amapá do Maranhão, Pedro do Rosário, Governador Nunes Freire, Serrano do Maranhão, Conceição do Lago-Açu, Presidente Vargas, Matões do Norte, Bom Jardim, Mirador, Nina Rodrigues e Santana do Maranhão.

Petrobras supera ExxonMobil e torna-se a maior produtora de petróleo

Publicado em: 9 de janeiro de 2015 | por: ellen nascimento

Pré-sal amplia as expectativas de aumento da produção. Na foto, o então presidente Lula, Dilma Rousseff e Edison Lobão com o primeiro óleo extraído do pré-sal em Jubarte, na Bacia de Campos, em 2008.

A Petrobras tornou-se a maior produtora de petróleo entre as empresas de capital aberto no mundo, após superar a norte-americana ExxonMobil no terceiro trimestre de 2014.

A ExxonMobil produziu 2,065 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) no terceiro trimestre, segundo o balanço da companhia, enquanto a Petrobras produziu 2,209 milhões de barris/dia no mesmo período. Quando somadas as produções de óleo e gás, a Petrobras ainda ocupa a quarta posição no ranking, ponderou a estatal.

A informação acontece num momento de intenso bombardeio contra a estatal. A presidenta Dilma Rousseff, durante seu discurso de posse, citou o que classifica de ataques de “predadores internos e de inimigos externos”. Ela denunciou a estratégia de se tentar enfraquecer a maior estatal brasileira para, assim, se abrir caminho para a entrega do patrimônio dos brasileiros.
“Nos nove primeiros meses de 2014, a Petrobras e a ConocoPhillips foram as únicas empresas de capital aberto que registraram aumento de produção de petróleo”, afirmou a estatal. “No caso da Petrobras, esse aumento foi de 3,3 por cento e, da Conoco, de 0,4 por cento”, disse a Petrobra por meio de nota divulgada nesta quinta-feira (8).

A estatal destacou ainda que bateu novo recorde de produção, de 2,286 mil bpd de óleo, em 21 de dezembro, e frisou que atingiu no pré-sal do Brasil, junto com outras petroleiras, o recorde de 700 mil bpd em 16 de dezembro.

Em 2014 foram adicionados 500 mil bpd de capacidade, com a entrada em operação de quatro novas unidades de produção. “Esse volume será gradativamente incorporado à produção, garantindo que em 2015 a empresa continue aumentando a produção de óleo e gás”, afirmou.

Com Informações da Petrobras

Ricardo Silveira de Assis assume Secretaria de Saúde no lugar de Márcio Greick

Publicado em: 8 de janeiro de 2015 | por: ellen nascimento

 

CANDIDATO - RICARDO LAGO 2

Novo secretário de saúde, Ricardo Silveira, já atuou nos municípios de Bom Jardim e Presidente Juscelino.

O prefeito de Raposa, Clodomir de Oliveira dos Santos, comunica mudança em sua equipe de governo. Na última segunda-feira (5) o especialista em gestão contábil, Ricardo Silveira, assumiu a Secretaria Municipal de Saúde de Raposa. Isso em virtude do pedido de exoneração feito pelo ex-secretário, Márcio Greick.

PERFIL

Ricardo Silveira de Assis é natural de São Luís – Graduado em Ciências Contábeis, Especialista em Gestão Contábil, Administrativa e Financeira, foi Assessor Especial na Prefeitura Municipal de São Luís, Secretário do Orçamento Participativo na Prefeitura Municipal de Santa Rita e possui vasta experiência em gestão pública, atuando como secretário de Saúde nos municípios de Presidente Juscelino e Bom Jardim.